CNseg divulga novo ranking das empresas do setor de seguros

11, Mai. 2022

Fonte: CNseg - Mercado

O ranking das empresas do setor de seguros, até fevereiro de 2022, elaborado pela CNseg, está disponível para consultas no portal da entidade. O levantamento reúne dados da média móvel de 12 meses até fevereiro e toma como base a receita nas operações em cada segmento do setor segurador (Danos e Responsabilidades, Vida e Previdência, Capitalização e Saúde Suplementar). A exceção ao período são as operações de Saúde Suplementar, que considera os 12 meses encerrados em dezembro de 2021, em virtude do calendário de divulgação dos dados pela ANS.

O ranking utiliza dois critérios para o posicionamento das companhias: i) por grupo econômico ou empresa, este último no caso das singulares; e ii) por empresas dentro dos quatro segmentos e das suas principais linhas de produtos, seguindo os agrupamentos adotados. Para fins de cálculo, considera o prêmio direto para seguradoras, contribuições para entidades de previdência; faturamento para companhias de capitalização; e contraprestações pecuniárias para a saúde.

Em Danos e Responsabilidades, a evolução em 12 meses móveis registrou alta de 16,5% até fevereiro, atingindo R$ 93,0 bilhões no período. Os cinco maiores resultados dos grupos econômicos em arrecadação e, em consequência, em participação de mercado em 12 meses até fevereiro ficaram a cargo da Porto Seguro (R$ 14,0 bilhões e 15,0%); Mapfre (R$ 7,8 bi e 8,4); Tokio Marine (R$ 7,4 bi e 7,9%); BB Seguros (R$ 6,8 bi e 7,3%) e Allianz (R$ 6,8 bi e 7,3%).

O segmento de Coberturas de Pessoas experimentou crescimento de 12,7% nos 12 meses até fevereiro, quando comparado ao mesmo período do ano anterior, alcançando R$ 194,8 bilhões. Considerando-se de novo o critério de grupo econômico e tamanho de market share – respectivamente -, os cinco primeiros do ranking nesse segmento foram BB Seguros (R$ 52,6 bi e 27,0); Bradesco (R$ 39,0 bi e 20,0%); Caixa Seguros (R$ 37,5 bi e 19,2%); Zurich (R$ 17,4 bi e 8,9%); e Itaú (R$ 13,7 bi e 7,1%).

Em Capitalização, o faturamento de 12 meses acumulou R$ 24,8 bilhões, alta de 7,6%. Os cinco grupos econômicos que mais contribuíram para o resultado foram Bradesco (R$ 5,7 bi e 22,8); BB Seguros (R$ 4,5 bi e 18,0%); Santander (R$ 3,8 bi e 15,5%); Itaú (R$ 2,7 bi e 11,0%); e Icatu (R$ 2,2 bi e 9,0%)

No segmento de Saúde Suplementar, as maiores receitas em 12 meses encerrados em dezembro de 2021 (último dado divulgado pela ANS) foram os seguintes grupos econômicos:

Bradesco (R$ 31,4 bi e 12,7%); Sulamérica (R$ 22,1 bi e 8,9%); Amil (R$ 19,9 bi e e 8,0%); Notredame Intermédica (R$ 9,9 bi e 4,0%); e Hapvida (R$ 7,6 bi e 3,1%).

O ranking do setor de seguros da Confederação Nacional das Seguradoras – CNseg está disponível aqui no Portal, em ‘Análises e Estatísticas’.  https://www.cnseg.org.br/ranking-do-setor-de-seguros.html


A ABGR APOIA O XVI FÓRUM IBEF - RIO ENERGIA 2022. PARTICIPE!

ASSOCIADO ABGR INSCREVA-SE COM DESCONTO CLICANDO EM: 

https://agenda.ibefrio.org.br/curso/xvi-forum-ibef/?parceiros=ibefrio



ABGR participou de cerimônia de posse da CNseg e Federações.



Voz Segura: Marcia Ribeiro entrevista Gadalupe Nascimento - Podcast:  Inclusão e Diversidade.

 Ouça em : https://anchor.fm/sousegura/episodes/Voz-Segura-l-Incluso-e-Diversidade-e1hv8rk



Series of live conversations with Lloyd’s leaders, underwriters, and distribution partners.

Subscribers will receive calendar invitations with Zoom links in advance of each session:

 https://communications.lloyds.com/49/3587/landing-pages/subscribe-form-blank.asp



O inicio da conferência anual da RIMS marcou o encontro de  Mary Roth (CEO) e Steven Chou (vice presidente) com a ABGR,  representada por Christian Mendonça (conselheiro deliberativo) e Fabrizio Mascena (mediador)

  


Diretor presidente e Assessora da ABGR participam de evento promovido pelo CVG-RJ em homenagem ao superintendente da Susep.